Decreto-Lei nº 9.778 de 6 de Setembro de 1946

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Subordina ao Ministro do Trabalho, Indústria e Comércio a Comissão Executiva Têxtil, e dá outras providências.

O Presidente da República , usando da atribuição que lhe confere o artigo 180 da Constituição, DECRETA:

Publicado por Presidência da República

Rio de Janeiro, 6 de Setembro de 1946, 126º da Independência e 58º da República.


Art. 1º

A Comissão Executiva Têxtil, criada pelo Decreto-lei número 6.688, de 13 de Julho de 1944 , fica diretamente subordinada ao Ministro do Trabalho, Indústria e Comércio e é composta dos seguintes membros indicados pelos órgãos e autoridades competentes e nomeados pelo Presidente da República : 8 delegados sindicais 1 representante do Ministério da Agricultura 1 representante do Ministério da Fazenda 1 representante da Carteira de Exportação e Importação do Banco do Brasil S. A. 3 membros de livre designação do Ministro do Trabalho, Indústria e Comércio.

Art. 2º

Os membros da Comissão Executiva Têxtil, a que se refere o artigo anterior, - não perceberão quaisquer vantagens pecuniárias, considerando-se, todavia, relevantes os seus serviços.

Art. 3º

Das decisões da Comissão Executiva Têxtil caberá recurso para o Ministro do Trabalho, Indústria e Comércio, dentro de trinta (30) dias da data de sua ciência pelo interessado.

Art. 4º

Compete ao Ministro do Trabalho, Indústria e Comércio a suspensão de execução de quaisquer resoluções da Comissão Executiva Têxtil.

Art. 5º

A prestação de contas, de que trata o artigo 10 do Decreto-lei 7.265, de 24 de Janeiro de 1945 , será feita ao Presidente da República, por intermédio do Ministro do Trabalho, Indústria e Comércio, que sôbre ela emitirá parecer.

Art. 6º

Continuarão a ser cobradas tôdas as taxas cuja arrecadação atualmente está afeta à Comissão Executiva Têxtil competindo ao Presidente da República, por proposta do Ministro do Trabalho, Indústria e Comércio, regular a sua aplicação.

Art. 7º

A partir de 1 de Janeiro de 1947, as atuais receitas da Comissão Executiva Têxtil bem como as respectivas despesas, passarão a constituir "Receita" e "Despesa" da União, incluídas no Orçamento Geral da República e atribuídas ao Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio para atender aos serviços e encargos que passam à sua competência em virtude dêste Decreto-lei.

Art. 8º

O Ministro do Trabalho, Indústria e Comércio expedirá, dentro de trinta (30) dias a contar da data da publicação dêste Decreto-lei, instruções para sua execuação.

Art. 9º

Êste Decreto-lei entrará em vigor na data de sua publicação.

Art. 10º

Revogam-se as disposições em contrário.


EURICO G. DUTRA. Gastão Vidigal. Octacílio Negrão de Lima.

Este texto não substitui o publicado no DOU de 10.9.1946