home
Busca

Encontrar artigo

Busca

Selecione o artigo desejado

Decreto 9582 de 23/11/2018

Regulamenta o art. 4º da Medida Provisória nº 855, de 13 de novembro de 2018 , que dispõe sobre o reconhecimento de direito a recursos associados às concessões de distribuição incluídas pelo art. 8º da Lei nº 12.783, de 11 de janeiro de 2013, e altera a Lei nº 10.438, de 26 de abril de 2002.
O PRESIDENTE DA REPÚBLICA , no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput , inciso IV, da Constituição, DECRETA :
Brasília, 23 de novembro de 2018; 197º da Independência e 130º da República.

Art. 1º

A obrigação da entrega de energia elétrica por usina termoelétrica que tenha sido contratada em leilão de energia de novos empreendimentos e cujas despesas com a infraestrutura de transporte dutoviário de gás natural sejam reembolsáveis pela Conta de Consumo de Combustíveis - CCC será antecipada, a critério do vendedor, por meio de requerimento à Agência Nacional de Energia Elétrica - Aneel.

§ 1º

A antecipação da obrigação da entrega de energia deverá ser alocada a termoelétricas:

I

que estejam conectadas à mesma infraestrutura de transporte dutoviário da usina termoelétrica vendedora no leilão de energia de novos empreendimentos que trata o caput , na data de publicação deste Decreto; e

II

que tenham entrado em operação ou convertido combustível líquido para gás natural, a partir de 2010.

§ 2º

A entrega anual de energia a ser realizada pelas termoelétricas nos termos do § 1º está limitada ao volume anual de energia que esteja contratado por essas termoelétricas na data de publicação deste Decreto, como alternativa à reposição do referido volume.

§ 3º

A antecipação da obrigação de entrega da energia será feita com observância às mesmas condições previstas no leilão de energia de novos empreendimentos de que trata o caput em relação:

I

aos valores de receita fixa e de receita variável;

II

ao reembolso pela CCC das despesas com a infraestrutura de transporte dutoviário de gás natural; e

III

aos repasses dos custos tributários incidentes sobre a operação.

§ 4º

A entrega de energia antecipada de que trata o § 1º será alocada às prestadoras do serviço público de distribuição de energia elétrica anteriormente contratadas com as usinas termoelétricas, em substituição aos montantes desses contratos, por meio da celebração de:

I

Contrato de Comercialização de Energia no Ambiente Regulado - CCEAR;

II

Contrato de Comercialização de Energia Elétrica no Sistema Isolado - CCESI; ou

III

aditamento ou substituição dos contratos vigentes.

§ 5º

As outorgas das termoelétricas às quais será alocada a antecipação de entrega de energia a que se refere o § 1º serão prorrogadas para coincidir com o fim do prazo do contrato de gás natural reembolsável pela CCC, observado o prazo máximo de dez anos para a prorrogação.

§ 6º

Os CCEARs decorrentes do leilão de energia de novos empreendimentos, previstos no caput , serão ajustados para que o encerramento da entrega de energia elétrica coincida com o final do prazo do contrato de gás natural reembolsável pela CCC.

§ 7º

Na hipótese de o montante da energia elétrica originalmente contratado para o período posterior ao prazo do contrato de gás natural, reembolsável pela CCC, ser maior do que o volume comportado pela antecipação, o vendedor renunciará aos direitos correspondentes à parcela excedente.

Art. 2º

Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

MICHEL TEMER W. Moreira Franco